O Corvo de Vidro

Não há som.
Por baixo das profundas águas negras, há maldição.
O espírito sufocado jaz em prisão.
O silêncio decrépito afoga as batidas do coração.
Cruel como pedra, banhado em lamentação,
O mar de águas negras, guarda o exílio de sua canção.
Lá, não há som.

 Nota do Autor: © Essa é a originalmente escrita por Ernani Valente baseada na obra literária de Cassandra Clare, Os Instrumentos Mortais com personagens novos (inventados pelo autor) inseridos. – Esta história se passa depois de “Cidade dos Ossos” e antes de “Cidade das Cinzas”. – Aviso: A história contém spoilers da obra original.

Por Ernani Valente

Capítulo 1

Capítulo 2

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s